Trabalhos e oportunidades

Se você sabe de trabalhos ou oportunidades em jornalismo de dados (ou afins) poste aqui

1 Curtida

Processo Seletivo para Estagiário(a) de Comunicação

_contexto
O Inova é o Laboratório de Inovação do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro. Como laboratório, a principal missão do Inova é desenvolver experimentos por meio de usos inovadores do design de serviços, da ciência de dados e da tecnologia da informação.

O(a) estagiário(a) terá oportunidades para desenvolver suas habilidades, aprender novas e contribuir com a adoção de técnicas e ferramentas em cada projeto.

_cargo e função

  • Vaga de Comunicação e Mídia
  • Cursando a partir do 2º ano de Publicidade e Propaganda, Comunicação Social, Jornalismo, Relações Públicas, Letras ou áreas correlatas;
  • Conhecimento do pacote Office ou equivalente;
  • Experiência com mídias sociais;
  • Experiência com edição de texto ou redação;
  • Conhecimento intermediário de língua inglesa;
  • Diferencial: interesse em jornalismo de dados, conhecimento de fotografia e/ou edição de vídeos/imagens.

_salário, benefícios e carga horária
Bolsa-auxílio de R$ 720,00. Auxílio-transporte de R$ 178,20.

O horário de trabalho corresponde a 20h/semanais, a serem cumpridas 04 (quatro) horas diárias, dentre os horários de 8h e 20h. O Laboratório fica no Edifício-Sede do Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, no bairro do Castelo - Rio de Janeiro.

Tem interesse? Mande um e-mail para inova@mprj.mp.br com o seu currículo e portfólio (incluindo amostra de texto), até o dia 13/12. Colocar como assunto o nome da vaga.

InovaMPRJ_VagaComunicacao

2 Curtidas

Repórter de economia e infraestrutura

O Poder360 e o Drive procuram jornalista para trabalhar como repórter.

O profissional deve trafegar com desenvoltura nos assuntos de economia e política. Conhecimentos e fontes no setor de infraestrutura, regulamentação, transportes e mobilidade urbana são um diferencial. O repórter também vai cobrir assuntos relacionados a óleo, gás, energia elétrica, telecomunicações, comunicações e rodovias. A prioridade será a produção de conteúdos e entrevistas em texto e vídeo, além de infográficos.

O profissional deve ser extremamente organizado. Espera-se que o repórter proponha e organize pautas, apure informações para texto e também grave áudios e vídeos. O repórter deverá utilizar a estrutura do Poder360 para produzir conteúdo especial, gravar entrevistas e participar de coberturas sobre o tema.

O Poder360 é 1 veículo jornalístico profissional, independente e não partidário. A sede é em Brasília. Lançado há 5 anos, o projeto inclui o jornal digital (de conteúdo aberto), uma newsletter (o Drive, apenas para assinantes pagos), a divisão de pesquisas de opinião (DataPoder360) e uma divisão de eventos (o Poder360-ideias).

Interessados devem enviar e-mail com currículo anexo em PDF para vagas@poder360.com.br

O currículo deve conter, no mínimo, as seguintes informações:

  • nome completo
  • data de nascimento
  • local de nascimento
  • quando se formou
  • últimos locais de trabalho
  • endereço completo
  • telefones para contato
  • e-mail
  • links de perfis sociais

CONDIÇÕES E BENEFÍCIOS

  • Poder360 e Drive – trabalhar numa operação jornalística profissional que já tem 5 anos e produz a mais respeitada newsletter sobre o poder (o Drive), além do jornal digital com mais de 40 profissionais em Brasília fazendo a cobertura mais ampla dos assuntos relevantes na capital federal.
  • Salário – competitivo com o que o mercado oferece para essa função.
  • Contratação – via CLT, com todos os benefícios legais.
  • Horário de trabalho – 7 horas (5 fixas e 2 extras), com controle digital de ponto e banco de horas.
  • Plano de saúde e dental – pago pela empresa.
  • Aniversário – folga no dia do aniversário.
  • Tecnologia – o profissional receberá treinamento para usar MacBookPro, iPhone e iPad.
  • Acesso à mídia – assinaturas corporativas de dezenas jornais, revistas e jornais digitais, do Brasil e do exterior.
  • Editoria de qualidade/melhoria de texto – os principais textos do Poder360 e do Drive são lidos e corrigidos de maneira meticulosa, diariamente. Todos os profissionais recebem observações diárias e podem passar por sessões de aperfeiçoamento de texto personalizadas.

Não é de comunicação, tampouco de jornalismo… Mas como envolve dados, talvez seja do interesse da comunidade.

A Digital House Brasil está em busca de professores para o curso de Data Analytics em 2020.

Não tem um link para candidatura — na verdade, eu sei disso porque comentaram hoje na reunião pedagógica. (Disclaimer: eu dou aula lá.) Se alguém se interessar, me avise e eu repasso o contato ao pessoal da escola.

1 Curtida

Novo prêmio mundial de jornalismo de dados é lançado

Várias entidades lançaram este ano o Sigma Awards, um novo prêmio mundial para iniciativas de jornalismo de dados. As inscrições de projetos podem ser feitas até o dia 3 de fevereiro.

A competição é organizada pelo jornalistas Aron Pilhofer (Temple University) e Reginald Chua (Reuters), com apoio de Simon Rogers (Google) e Marianne Bouchart (HEI-DA). O prêmio é patrocinado pela Google News Initiative e hospedado pelo Centro Europeu de Jornalismo DataJournalism.com

São seis categorias que podem se inscrever: 1. Melhores reportagens baseadas em dados (pequenas e grandes redações), 2. Melhor visualização (redações pequenas e grandes), 3. Inovação (redações pequenas e grandes), 4. Jovem jornalista, 5. Dados abertos, e 6. Melhores produtos/aplicativos de notícias. Dois prêmios serão concedidos nas categorias que abrangem pequenas e grandes redações.

Os vencedores serão reunidos no Festival Internacional de Jornalismo em Perugia, Itália, de 1 a 5 de abril de 2020, para comemorar seu trabalho e também para participar e liderar painéis, discussões e workshops sobre jornalismo de dados. “Lá, eles não apenas aprenderão um com o outro, mas também alcançarão a comunidade mais ampla de jornalistas de dados e futuros jornalistas de dados, construindo relacionamentos que ajudarão a estimular melhores colaborações e trabalhar em todo o mundo”, afirma a organização do prêmio.

Todos os projetos vencedores ganharão um troféu e uma viagem com todas as despesas cobertas para o Festival Internacional de Jornalismo 2020, para até duas pessoas de sua equipe.

O Sigma Awards divulga que pretende com a iniciativa destacar o melhor jornalismo de dados que está sendo realizado em todo o mundo; criar programas e recursos em torno dos prêmios que permitem que as pessoas que entram e saem da comunidade de jornalismo de dados aprendam com este trabalho; e usar os prêmios como uma forma de unir, galvanizar e expandir as comunidades de jornalismo de dados em todo o mundo.

As inscrições devem ser para trabalhos publicados ano de 2019. Todos os detalhes do prêmio pode ser vistos neste site. As inscrições no prêmio podem ser feitas neste portal.

OpenNews financia viagens de interessados em aprender mais sobre jornalismo de dados

A OpenNews, organização mundial pertencente ao Community Partners e que conecta desenvolvedores, designers, jornalistas e editores para colaborar em tecnologias e processos abertos no jornalismo, lançou uma seleção para financiar viagens de jornalistas ao redor do mundo que desejam participar de eventos de jornalismo de dados ou tecnologia.

As inscrições estão abertas até o dia 21 de janeiro, priorizando os eventos que ocorrerão até o primeiro semestre de 2020. Todos os candidatos receberão uma resposta até segunda-feira, 27 de janeiro.

Os escolhidos receberão:

  • US$ 500,00 para o custo (viagem, hospedagem, etc.) de participar de um evento sobre jornalismo e tecnologia ou um evento de código aberto onde você desenvolverá novas habilidades ou trará uma conexão de jornalismo a uma nova comunidade
  • Cobertura total da taxa de inscrição no evento (limitada a US$ 1.000, mas a maioria dos eventos da comunidade custa muito menos)

As inscrições para as bolsas estão abertas a qualquer local e a eventos que ocorrem em qualquer lugar. A OpenNews afirma que prioriza inscrições de jornalistas negros e jornalistas de organizações de notícias regionais/locais, “mas estamos abertos a inscrições de qualquer pessoa que trabalhe no cruzamento entre jornalismo e tecnologia”.

Veja mais detalhes e como se inscrever aqui.

1 Curtida

Agência Pública: vagas de repórter, produtor de podcasts, estagiário de reportagem, estagiário de JORNALISMO DE DADOS e estagiário de design e criação

A Agência Pública começa 2020 em busca de novos profissionais e estagiários para fazer parte da equipe. São cinco vagas: para repórter, produtor de podcasts, estagiário de reportagem, estagiário de jornalismo de dados e estagiário de design e criação. Todas as vagas são para trabalhar presencialmente na redação da Agência Pública, em São Paulo.

As candidaturas devem ser feitas através dos formulários correspondentes a cada vaga (links abaixo) até o dia 26 de janeiro de 2020. A seleção será concluída após a realização de testes e entrevistas presenciais com os pré-selecionados. Todos os inscritos serão avisados se foram ou não pré-selecionados.

A Agência Pública é uma organização sem fins lucrativos que valoriza a diversidade de raça, gênero, classe e região do Brasil. Esses critérios serão levados em consideração no processo seletivo.

Para saber mais sobre cada uma das vagas e participar do processo seletivo, acesse o link: https://apublica.org/2020/01/vagas-abertas-para-trabalhar-na-publica-inscreva-se/

1 Curtida